CONQUISTANDO A TORCIDA

Eduardo Baptista sempre soube que não teria vida fácil no Palmeiras. Aos 46 anos e com um currículo que ainda está começando a ser preenchido, ele assumiu uma equipe que acabara de sagrar-se campeã brasileira nas mãos de um treinador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

40  +    =  46